AQUI TEM! – DECORAÇÃO

Você gostaria de morar em um Empreendimento onde a DECORAÇÃO foi pensada?

SIM?

Então veja que DECORAÇÃO vai além de uma palavra BONITA.

A primeira Pergunta é: Você hoje dá importância para a DECORAÇÃO onde você mora??

– Você compra um apartamento ou casa pelos tetos e paredes lisas ou já pensa logo na DECORAÇÃO?

– Você procura um imóvel pelo PREÇO ou você já pensa o quanto a DECORAÇÃO irá agregar em seu imóvel?

 – Mas pode um imóvel vir DECORADO?

– Devo olhar os detalhes como possibilidades de iluminação, flexibilidade de paredes, rebaixos de gesso cabeamento e pré-instalação de Ar condicionado?

– Por fim, você pensa em um imóvel DECORADO ou basta que ele seja barato?

SE VOCÊ RESPONDEU SIM, EU ME IMPORTO COM TUDO ISTO, ENTÃO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO MAIS QUE UM IMÓVEL de 2 ou 3 dormitórios

– VOCE ESTÁ PROCURANDO UM CONCEITO DE MORAR.

A DECORAÇÃO sempre será o próximo passo após adquirir seu imóvel, aquele “papo” de que um colchão e banho quente servem para ir para o imóvel é ROMANTICO, mas será que funciona?

Funciona SIM, na primeira semana, até passar a “euforia” do imóvel novo. Depois você vai decorar, colocar os móveis, ver as possibilidades, e se você não planejou ihhh começou a dor de cabeça.

Quem imagina que a DECORAÇÃO é somente acabamentos está equivocado, ela funciona como um PROJETO pensando na funcionalidade, no seu aconchego, conforto visual, sossego, praticidade, muitos acreditam que um mesinha e um arranjo de flores bastam, porém não basta ter bom gosto, uma bom(a) DECORADOR(A) tem anos de estudos, geralmente uma Faculdade de Arquitetura, e só nisto já foram 5 anos de estudos.

MOBILIÁRIO: para início você deve pensar na cozinha, no dormitório, na sala de estar, em pelo menos UM banheiro e na lavanderia, muitas coisas são comuns neste mobiliário, mas algumas DEVEM ser personalizadas, ou você não se importa que um gaveteiro PADRÃO seja colocado em sua cozinha, que o local para os espetos não seja pensado, que seus vestidos longos não caibam no roupeiro ou que simplesmente foram “esquecidos” os locais para os calçados. Isto que ainda não estamos falando em um móvel da sala que os FIOS ficam todos aparentes que a iluminação é somente aquele “bico de luz” pendurado na sala. Cortinas? É só comprar a haste e pendurar um tecido… você sai na rua com uma calça sem caimento e barra feita?

Se você adquiriu um imóvel USADO que já está com a mobília do dono anterior lembre-se de verificar se realmente a decoração lhe agrada, pois se você tiver que remover tudo e redecorar é mais barato e racional você comprar sem a mobília, pois ela lhe custou para estar mobiliado e depois lhe custou para remover e por fim lhe custou novamente para colocar uma nova. Se você remover um roupeiro por exemplo terá que repintar toda a parede, e se não encontrar a cor certa, todo o quarto. O que pareceu uma vantagem no início, acabou sendo uma grande “dor de cabeça”.

Se você está adquirindo um imóvel novo verifique se a infraestrutura foi pensada ou simplesmente “largada” pela construtora.

Como vejo isto? Alguns indícios demonstram a preocupação com a DECORAÇÃO, como forros já pensados para cortinas, posições de tomadas e interruptores nas cabeceiras das camas, gás, exaustão e tomadas específicas para fornos na cozinha, tomada na lavanderia para a tábua de passar roupa, instalações de antena e internet em todos os cômodos, pré-instalação completa de ar condicionado (dreno, elétrica e linha de cobre). Se a cozinha é grande foi pensado um ponto de água para a geladeira? Afinal os modelos hoje produzem gelo automaticamente, porém tem que ter um ponto d´água.

Mas o ideal mesmo é solicitar a assessoria de um profissional, um ARQUITETO poderá lhe orientar nesta escolha, e geralmente esta assessoria tem um custo bem acessível diante do que você poderá gastar por não ter este aconselhamento. Você toma remédio sem consultar um Médico? Então também não adquira um imóvel sem consultar um Arquiteto. Fica a dica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *